O inglês é o idioma nativo em mais de 50 países e é a segunda língua falada em cerca de 30 outros pelo mundo. De acordo com uma pesquisa realizada pela Catho, mais de 80% das entrevistas de emprego no Brasil são feitas em inglês, porém somente 3% dos profissionais falam o idioma sem dificuldades e com fluência. E essas pessoas podem ter o salário cerca de 50% maior ocupando o mesmo cargo.

Além disso, a falta do inglês pode privar de oportunidades durante a vida, como no caso dos bolsistas do programa do governo Ciência Sem Fronteiras, em que 110 universitários tiveram de deixar os países em que estavam estudando antes do previsto (84 no Canadá e 26 na Austrália), pois não alcançaram o nível de proficiência necessário para acompanhar as aulas nas universidades estrangeiras.

Voltando ao mercado de trabalho, ter domínio do idioma passou a ser requerido em 15% dos cargos técnicos, 40% para gerência e 55% das posições executivas. Pesquisas recentes mostram que 31% dos profissionais que ocupam cargos executivos falam inglês e contam com o dobro de oportunidades de crescimento em suas carreiras. Portanto, ter domínio do idioma passou a ser requerido dentro – e fora – de uma empresa. O profissional é mais valorizado e, por isso, tem mais poder de barganha na hora de concorrer a uma vaga.

Veja a seguir uma lista com os cinco principais erros de quem quer aprender inglês!

1º erro: Esperar que a dúvida seja respondida mais para frente

Isso não pode ser feito. Se você possui dúvidas, pergunte na hora em que ela aparecer! Caso deixe para depois, o entendimento será reduzido e deixará espaço para a desmotivação.

2º erro: Achar que apenas assistindo filmes e escutando música vai aprender inglês

Não acredite: isso é um mito! Ninguém aprende uma língua apenas ouvindo sons. Imagine ligar uma rádio japonesa agora. Alguém que não fala o idioma entenderá nada. A melodia das músicas pode agradar, mas o aprendizado sobre japonês será zero e com o inglês é a mesma coisa, não muda em nada.

3º erro: Decidir ir para fora do país aprender sem ter uma base

Muita gente pensa que a solução para o inglês é um lugar que fale a língua, mas se você não tiver pelo menos o básico, as chances de voltar na primeira semana são grandes e à frustração soma-se a um gasto gigante.

4º erro: Acreditar nas promessas dos “cursos mágicos”, em que aprenderá tudo em um tempo curto e determinado

A única pessoa que pode dizer o quanto demorará para ter o domínio de um idioma é você mesmo. O que os cursos podem fazer é entregar um conteúdo de qualidade em menos tempo para que você possa aprender mais, melhor e mais rápido, mas você é o principal responsável pelo seu aprendizado.

5º erro: Tentar pensar em inglês

Isso não existe! Muitos falam para você ficar com seus pensamentos em outra língua para aprender, mas além de sofrer nessa tentativa, você não vai conseguir e vai se frustrar. O aprendizado só funciona em um passo de cada vez, seguindo uma metodologia linear, isso que dá certo. Com o tempo, o inglês terá mais naturalidade em sua vida. E quanto mais praticar, mais automática ficará sua comunicação. Aí virão os gurus dizendo que está pensando in English!

Ok, então o que eu faço? Entre em um curso que preferir, pode ser presencial ou on-line, e siga a metodologia à risca. Se esforce para fazer todas as tarefas, separe um tempo para se dedicar ao aprendizado, responda os questionários, corrija para saber o que de fato absorveu. Nós queremos ver você speaking English e obtendo sucesso na vida sem perder oportunidades.

Via

(Visited 316 times, 1 visits today)