A língua inglesa vem se tornando um idioma universal há mais de um século. Desde a revolução industrial na Europa e o processo de colonização, o inglês passou a ser ouvido ao redor do mundo. Mas foi a partir da Segunda Guerra Mundial, com a vitória dos Aliados e a elevação do status dos Estados Unidos como superpotência, que a língua inglesa se consolidou como uma língua global. Considerada como a primeira língua para mais de 375 milhões de pessoas, distribuídos em diversos países, como EUA, Inglaterra, Irlanda, Canadá, Austrália, Nova Zelândia e África do Sul, e com mais de 1 bilhão de pessoas que possuem o inglês como segunda língua, o inglês se tornou sinônimo de globalização.

O inglês é, hoje, a língua da internet, da música, do cinema, dos esportes, das pesquisas e encontros científicos, das relações diplomáticas e também do comércio mundial. Estima-se que 85% das publicações científicas mundiais são feitas em inglês, 90% do conteúdo da internet é em inglês. Isso significa que para estar conectado a esse mundo tecnológico e se comunicar com o mundo, o inglês é obrigatório.

Hoje, somos cercados de produtos e serviços fornecidos por empresas estrangeiras, mas o caminho inverso também acontece. O Brasil está cada vez mais conectado com o resto do mundo, através de empresas de diversos setores, alimentício, energético, de aviação, de bebidas, entre outros. E para isso, é necessário que os funcionários dessas empresas tenham um bom conhecimento no inglês, para poder se comunicar no mesmo nível com fornecedores, colegas e parceiros comerciais de outros países.

Profissionais de tecnologia, além de especializações na área, precisam também de um inglês em nível avançado para se destacarem no mercado de trabalho. Tudo nessa área, desde a programação de algum código às pesquisas e informações divulgadas, é feito em inglês. No Brasil, há uma escassez de profissionais preenchendo vagas nessa área, justamente por conta do nível do inglês falado pelos candidatos.

No setor turístico, a principal função do profissional é lidar com o público estrangeiro e para isso, saber falar o inglês fluentemente é essencial. Com a exposição que o país teve no exterior com a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas 2016, é normal que haja um aumento de turistas, obrigando o mercado e os profissionais da área a se especializarem mais ainda no conhecimento da língua inglesa. Em outros setores como o de transportes e gastronômico, falar bem a língua também é importante, para que se destaquem e possam realizar um bom atendimento, entendendo e se fazendo entender ao servir um turista estrangeiro.

O inglês é mais do que apenas uma língua, ele se tornou a porta de entrada para um mundo de conhecimento e crescimento pessoal nunca antes visto. Não falar ou entender inglês hoje, é como estar à deriva do mundo globalizado que vivemos.

(Visited 616 times, 1 visits today)